sábado, 24 de setembro de 2011

Agnosia: Conceito e Classificação

A agnosia (a-gnosis, perda de conhecimento) consiste na deterioração da capacidade para reconhecer ou identificar objectos apesar de manterem a função sensorial intacta. É a perda da capacidade de reconhecer objetos,pessoas,sons,formas. Uma pessoa com agnosia pode, por exemplo, ter acuidade visual normal e não ter capacidde de reconhecer objectos como uma caneta, pessoas familiares ou a sua própria imagem no espelho.

Está normalmente associada a danos cerebrias ou doenças neurológicas, particularmente a lesões do lobo temporal. Pode, no entanto, ser também resultado de uma vida estressante onde a saúde em si é deixada em segundo plano em relação às atividades do dia-a-dia.

A síntese das sensações de forma a constituir percepções conscientes dá-se nas zonas corticais do Sistema Nervoso Central. A anestesia, surdez ou cegueira podem resultar da lesão de um órgão sensorial periférico, do nervo aferente ou da zona cortical do SNC onde se projetam essas sensações determinando o desaparecimento delas.

Nos casos onde estão conservadas a integridade das vias nervosas aferentes e existem lesões corticais na vizinhança da área de projeção, nas chamadas áreas para-sensoriais, mantém-se a integridade das sensações elementares, porém, há alteração do ato perceptivo. Nesses casos, fala-se de Agnosia.

Assim sendo, Agnosia não é uma alteração exclusiva das sensações nem exclusiva da capacidade central de perceber objetos externos, mas uma alteração intermediária entre as sensações e a percepção. Em alguns casos, observa-se a perda da intensidade e da extensão das sensações, permanecendo inalteradas as sensações elementares, em outros há integridade e extensão, mas perda da capacidade de reconhecimento dos objetos.

Agnosia Visual Associativa: O cérebro percebe perfeitamente as formas de um objeto, mas não consegue atribuir um significado à sua imagem. Ex: Uma bola de futebol é apenas uma esfera.

Agnosia Perceptiva: Não consegue perceber direito a forma dos objetos.Para esse cérebro, não há diferença entre um circulo e um quadrado.

Propagnosia: Consegue conhecer objetos, mas é incapaz de diferenciar rostos.Isso porque a face é processada em áreas específicas do cérebro, lesionada nos prosopagnósticos.

Simultagonosia Dorsal: Consegue reconhecer objetos, mas não ao mesmo tempo.Isso impede que se estabeleça uma referência espacial e cognitiva entre duas ou mais coisas.

Simultagnosia Ventral: Consegue ver vários objetos ao mesmo tempo, mas só consegue atribuir significado a um de cada vez.Sua principal dificuldade é na hora de ler, embora consegue escrever bem.

Hemi-InatençãoVisual: Só consegue ver um lado do campo visual, em geral o esquerdo, por causa de lesões no lobo parietal direito.

Fonte:

Wikipédia

Revista Super interessante - Abril 2011

sábado, 17 de setembro de 2011

A importancia da capacitação de funcionários


A qualificação dos colaboradores e funcionários de uma empresa envolve não somente os profissionais que ocupam os cargos da diretoria, gerência e supervisão, mas também o pessoal da área de atendimento, e até de limpeza. A capacitação de funcionários, também referida como “treinamento”, na maioria dos casos, é um serviço terceirizado prestado por uma consultora especializada em treinar pessoas.
O êxito ou as perdas num negócio são causados pelo espaço físico, capacidade tecnológica, capital empregado e a capacidade do pessoal de uma empresa. Quanto mais avançada é a tecnologia inserida na empresa, maior será a necessidade em capacitar os profissionais que trabalharão com a essa tecnologia.
Para o homem se desenvolver profissionalmente e economicamente, é necessário que ele eleve suas habilidades, sua capacidade intelectual e técnicas de trabalho. Todo processo de treinamento visa esses objetivos.
Atingir esses fatores, é necessário que a empresa já tenha um bom nível de satisfação prestado aos seus clientes por meio de seus produtos e serviços e possui potencial de maior penetração no mercado, é necessário considerar as condições atuais e possibilidades futuras de uma empresa para que se justifique qual tipo de capacitação será necessária aos colaboradores e funcionários da empresa.
Capacitar é também treinar e visa encaminhar o profissional a um processo de educação, reciclagem e mudança de comportamento. Por meio da capacitação profissional, o trabalhador adquire melhores condições de ação, de conhecimento sobre as necessidades da empresa, do setor e, muitas vezes, estar preparado para capacitar outras pessoas.
Atualmente, para se aprimorar e conquistar estabilidade no emprego, a maioria dos profissionais dão importância ao processo de treinamento de uma empresa, principalmente quando esta se compromete na formação de agentes de mudanças e na geração de novos valores corporativos.
Além de organização ou contratar um programa de capacitação, a empresa deve valorizar tal processo não como um custo, mas como um investimento que possibilitará prever e antecipar necessidades e problemas futuros.
A capacitação protege a empresa da perda de qualidade, da baixa produtividade e da falta de habilidade perante as novas tecnologias. O profissional se sente mais motivado e com maior auto-estima.
Benefícios diretos da capacitação de funcionários:
  • Aumento de produtividade;
  • Redução de custos;
  • Bom ambiente de trabalho;
  • Diminuição na rotatividade de pessoal;
  • Maior entrosamento;
  • Empresa mais competitiva.

sábado, 10 de setembro de 2011

Vivências mais frequentes em processos seletivos


- Apresentação: Antes de começar a trabalhar em grupo, é preciso conhecer cada um dos candidatos. A apresentação p ode ser feita apenas oralmente, quando cada participante fará uma pequena descrição de sua vida pessoal e profissional . Não se esqueça, porém, de que sua apresentação pessoal já estará sendo avaliada pelos recrutadores, que irão verificar sua habilidade em falar sobre si;
- Atividade individual: Também é uma opção de avaliação do selecionador, que busca examinar a capacidade do candidato em se expor a outras pessoas, competência na argumentação e fluência verbal 
- Redação: Algumas empresas pedem durante a dinâmica que os candidatos escrevam um texto (cujo tema pode ser específico ou livre) para avaliar o domínio da língua escrita – seja em português ou outro idioma requisitado pela vaga. Portanto, revisar sua ortografia antes de encarar o processo é uma dica valiosa :
- Simulação de vendas: Não é raro que os recrutadores peçam para os participantes se dividirem em grupos e bolarem uma estratégia de venda para determinado produto. 
- Trabalho em equipe: Têm o objetivo de avaliar como o candidato interage em grupo – se é introvertido ou não, engajado com a equipe ou relapso, possui capacidade de argumentação ou não, apresenta características de liderança ou de liderado, etc.