sábado, 1 de junho de 2013

Segurança Infantil


Todos desejam que a vida das crianças seja cheia de brincadeiras e diversões. Mas, para que isso aconteça, temos que estar atentos para algo muito sério: a segurança infantil. Essa segurança precisa começar dentro de casa, e se estender para todos os ambientes em que as crianças estejam. Os dados do Sistema de Monitoramento de Acidentes de Consumo do Inmetro mostram que os acidentes com
crianças representam 16% dos acidentes totais registrados.
De acordo com o Ministério da Saúde, todos os anos, no Brasil,
mais de 100 mil crianças são hospitalizadas devido a acidentes domésticos e/ou ocorridos em situação de rotina. A cada ano, mais de
5 mil crianças morrem no Brasil devido a esses acidentes.
Isso significa cerca de 14 mortes e 300 hospitalizações por dia.
Uma criança vítima de acidente a cada cinco minutos.
Os acidentes representam a principal causa de morte de crianças no Brasil. Entre os acidentes mais comuns, podemos destacar os de trânsito, afogamentos, sufocações, queimaduras, quedas e intoxicações,
além daqueles causados por armas de fogo.  
- SALA:
Tomadas: Para evitar choques elétricos, cubra todas as tomadas que não estão em uso e não permita fios desencapados.
Para aumentar a segurança dos usuários, o Inmetro tornou obrigatório o
Padrão Brasileiro de Plugues e Tomadas.

- ESCADAS:
Use portões de segurança no topo e no pé das escadas,dentro e fora de casa.

- CORTINAS:
Não use material potencialmente inflamável, como velas ou fósforos,próximo a cortinas. Preste atenção no tamanho dos cordões de cortinas e persianas.
Eles não devem ficar em altura que possa ser alcançada por crianças.

- MÓVEIS:
Mantenha os móveis longe de janelas e cortinas, para evitar riscos de queda.
Cuidado com quinas pontiagudas.
- QUARTO:   
Roupas: Verifique sempre a etiqueta das roupas infantis. Saiba se
seu filho é alérgico a algum componente têxtil e,nesse caso, evite
produtos que sejam fabricados com ele.

- JANELAS e VARANDA: Cuidado com as quedas. Instale grades ou redes de
segurança em suas janelas e sacadas. Faça inspeções periódicas da tela e do
sistema de fixação.
Preste atenção às informações da embalagem e faça com que as crianças usem apenas artigos escolares adequados para a sua idade.
A partir de 2014, os artigos escolares, como canetas, lápis e borrachas, terão
de ter o selo do Inmetro. Dê preferência aos artigos que já apresentam o selo.
- CHUPETAS: Devem ter sempre o selo do Inmetro. Não use chupetas que não tenham o selo.

- BERÇO: Brinquedos, travesseiros e lençóis dentro do berço podem causar sufocação. As grades do berço devem ter no máximo 6 cm entre elas.

- MAMADEIRA: Mamadeiras devem sempre ter o selo do Inmetro.

- BRINQUEDOS: Todos os brinquedos comercializados no Brasil, nacionais ou importados, devem ter o selo do Inmetro. Ao escolher brinquedos, sempre considere a idade e as habilidades da criança. Evite brinquedos com pontas afiadas como flechas e os que produzem sons altos. Compre brinquedos apenas em estabelecimentos legalizados.

- ESCOLA:
Preste atenção às informações da embalagem e faça com que as crianças usem apenas artigos escolares adequados para a sua idade.

- COZINHA:

·        Fogão: Use preferencialmente as bocas de trás do fogão. Não deixe o fogo aceso sem que haja panelas sobre ele.
Panelas:  Mantenha sempre panelas quentes longe do alcance de crianças e com o seu cabo virado para dentro do fogão.
           Bancada: Cuidado com objetos de vidro, cerâmicas e facas.
           Mantenha objetos cortantes sempre bem guardados.
           Mesa: Muitas crianças atendidas em pronto-socorros são vítimas
          de queimaduras. Não utilize toalhas por baixo de recipientes com    alimentos e líquidos quentes, pois a criança pode puxar a toalha e derrubar o conteúdo sobre ela.

- BANHEIRO:
Vaso Sanitário: As crianças, especialmente as mais novas, podem se afogar em apenas 2,5 cm de água. Por isso, mantenha a tampa do vaso fechada e travada.

Chuveiro e Banheira: Um simples descuido pode causar afogamento.
Por isso, supervisione sempre uma criança tomando banho.
Para evitar queimaduras, teste a temperatura da água com o dorso da mão
ou cotovelo antes do banho.
Armário: Mantenha utensílios afiados, medicamentos,vitaminas, produtos de
higiene e outros que ofereçam perigo de intoxicação fora do alcance de crianças e em armários trancados.

Pisos: Cuidado com pisos molhados e escorregadios. Eles são muito perigosos para crianças e adultos.


- ÁREA DE SERVIÇO:

Produtos Inflamáveis: Com fogo não se brinca. Mantenha fósforos, isqueiros e álcool fora do alcance das crianças. Fósforos e embalagens para álcool são certificados com base em Programas do Inmetro.

Sacos Plásticos: Para evitar riscos de sufocação, mantenha
sacos plásticos longe de crianças.

Produtos de Limpeza: Devem estar sempre trancados e fora do alcance
das crianças.
Baldes: Esvazie todos os baldes e bacias e guarde-os virados para baixo, fora do alcance das crianças.

- QUINTAL:
Brinquedos de Jardim: Quedas representam a principal causa de hospitalização por acidentes com crianças. O risco é quatro vezes maior se
a criança cai de um brinquedo mais alto que 1,5 m. Verifique se os equipamentos são apropriados para a idade de seu filho, se o piso é macio como borracha ou areia e fique atento aos perigos como ferrugem,
pregos expostos, superfícies instáveis ou quebradas.

Plantas: Saiba quais plantas dentro e ao redor da sua casa são venenosas,
remova-as ou deixe-as inacessíveis para as crianças.

Bicicleta: Não deixe crianças andarem de bicicleta na rua sem a supervisão
de um adulto. Bicicletas infantis têm que ter o selo do Inmetro. Não compre
bicicletas sem o selo.

Piscina: Crianças devem ser sempre supervisionadas por um adulto, quando próximas de uma piscina. Instale cercas de isolamento em todos os
lados da piscina, com no mínimo 1,5m de altura, equipadas com portões
e travas. No caso de piscina infantil, esvazie-a imediatamente
após o uso. Ela deve ser guardada virada para baixo e fora do alcance das crianças.

Caixa d’água: Se a sua casa tiver  caixa d'água ou cisterna,mantenha-as sempre limpas e tampadas, de maneira que não possam ser abertas
por uma criança.

CRIANÇA ATRAVESSANDO: Ensine a criança a parar na calçada ou
no canto da rua e olhar para os dois lados antes de atravessar.
Crianças devem sempre andar na rua acompanhadas de um adulto, que deve
segurar a criança pelo pulso. Ensine a criança a atravessar a rua na
faixa de pedestres e a não atravessar a rua por trás de ônibus, carros,
árvores e postes, pois os motoristas dos veículos podem não vê-lo.

CARRO: Crianças com menos de 10 anos devem sentar no banco de trás, transportadas em cadeiras de segurança de acordo com o seu tamanho e peso. Observe as informações do fabricante e use sempre a cadeira adequada para o peso da criança. Acima de 1,45 m de altura e 36 kg, a criança deve usar o cinto de segurança de três pontos. As cadeirinhas de criança devem ter o
selo do Inmetro. Não use cadeirinhas sem o selo.

SINAL: Ensine a criança a respeitar as faixas de pedestres e os sinais de trânsito.
Escolha dos Brinquedos: Ao escolher um brinquedo, considere sempre a idade e as habilidades da criança.

- Não permita que crianças usem
brinquedos recomendados para uma
faixa etária acima da sua.

- Observe as informações da
embalagem. Leia atentamente as
instruções para retirada da
embalagem e utilização do produto.

- Compre brinquedos apenas em
estabelecimentos legalizados.