sábado, 21 de junho de 2014

Afastamento Positivo


As pessoas me falam que andam com muito medo. 
Medo de viver. 
Medo de morrer. 
Medo de perder quem ama. 
Medo da violência. 
Medo da crise. 
Medo de perder empregos. 
Medo de errar. 
Medo de caminhar nas ruas. 
Não devemos temer nada e não devemos antecipar coisas que possam vir a nos acontecer. 
Normalmente são frutos da nossa imaginação e fantasias contaminadas pelas notícias de uma maneira geral. 
O que eu recomendo é que comecem a rever as suas vidas. 
Quando você for ler um jornal ou assistir televisão, escolha melhor os programas que irá ver. 
A mídia, em geral, quer alimentar este lado primitivo nosso em direção ao mórbido. 
Eles acham que nós não nos contentamos em saber que o Fulano ou o Beltrano morreram de forma trágica e violenta. 
Eles querem que saibamos como foi, o que aconteceu, o que a vítima sentiu, o que a mãe da vítima sentiu! 
Eles querem que fiquemos tristes, paralisados e estagnados diante das notícias para que nós queiramos ler mais, saber mais e para eles venderem mais, ter mais ibope e ganharem mais com o sofrimento alheio. 
Mostrar coisas bonitas é chato e não dá dinheiro. 
Escravizam os telespectadores que ficam hipnotizados vendo as minúcias de cada crime até que acabam prejudicando ou interferindo nas ações, até mesmo da polícia em certos casos. 
Por isso temos que ligar nosso filtro. 
Não é alienação, apenas proteção. Diga-me de verdade o que você acrescenta na sua vida ao saber os detalhes trágicos do sofrimento alheio? 
Você apenas se entristece, fica com medo. 
Sim exatamente. 
Você passa a ter medo de viver, morrer, perder as pessoas que amam, medo de ser assassinado em cada esquina, medo...medo e medo. 
E você começa a se encolher e perder a vontade de participar da vida e esquece que há uma porção de coisas bonitas que também acontecem à sua volta. 
Então, meu conselho é, enquanto estiver procurando mudar seus pensamentos e viver uma vida positiva afaste-se do mal que insistem em por no teu caminho. 
Fique à margem das tristezas. 
Afaste-se de pessoas e situações negativas. 
Contagie-se apenas de coisas que encham a sua vida de esperança. 
Desligue a televisão quando começarem a esmiuçar tudo e todos. 
Mude de canal. Leia algo bonito e leve. Ou simplesmente desfrute do silêncio ou do som de uma boa música positiva. 
Dê a sua vida a chance de ver o lado bom das coisas. Faça essa experiência durante alguns dias e verá a diferença. 
E lembre-se da próxima vez que alguém chegar para você comentando sobre algo horrível que aconteceu, concorde, porém, não prolongue o papo... simplesmente, não vale a pena. 
Mais uma vez eu saliento, não é fechar os olhos para o mundo. 
Não! Você sabe do fato, mas não fica remoendo e juntando-se ao sofrimento coletivo. 
Assista de fora. 
Trata-se do que costumo chamar de Afastamento Positivo e tem como objetivo principal : cultivar o hábito positivo de olhar para as coisas boas  para aprender a viver sem medo e mais feliz."  
Fonte: Dexter

sábado, 14 de junho de 2014

Dez coisas que levamos anos para aprender

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa. (Esta é muito importante. Preste atenção, nunca falha). 
 
2. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
(Na maioria das vezes quem está te olhando também não sabe! Tá valendo!).

 
3. A força mais destrutiva do universo é a fofoca. (Deus deu 24 horas em cada dia para cada um cuidar da sua vida e tem gente que insiste em fazer hora-extra!) .

4. Não confunda sua carreira com sua vida. (Aprenda a fazer escolhas!).

5. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite. (Quem escreveu deve ter conhecimento de causa!).
 
6. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria 'reuniões'. (Onde ninguém se entende...).
 
7. Há uma linha muito tênue entre 'hobby' e 'doença mental'. (Ouvir música é hobby... No volume máximo às sete da manhã pode ser doença mental!).

8. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito (Que bom!)

9. Lembre-se: nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.
(É verdade!).

 

10.'Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que   outra pessoa morra. ' 

 
Fonte: William Shakespeare

 

sábado, 7 de junho de 2014

O segredo da felicidade

Corremos de um lado para o outro
esperando descobrir a chave da felicidade.. .
Esperamos que tudo que nos preocupa se resolva num passe de mágica.
Achamos que a vida seria tão diferente, se pelo menos fôssemos felizes.

 
E, assim, uns fogem de casa para serem felizes
e outros fogem para casa para serem felizes...
Uns se casam para serem felizes e outros se divorciam
para serem felizes...
Uns fazem viagens caríssimas para serem felizes e outros trabalham além
do normal para serem felizes ...
  Uma busca infinda. Anos desperdiçados.
Nunca a lua está ao alcance da mão, nunca o fruto está maduro,
nunca o vinho está no ponto.
Sombras, lágrimas. Nunca estamos satisfeitos.

 
Mas, há uma forma melhor de viver !
A partir do momento em que decidimos ser felizes, nossa busca
da felicidade chegou ao fim.
É que percebemos que a felicidade não está na riqueza material,
na casa nova, no carro novo, naquela carreira. naquela pessoa.
E jamais está à venda .

 
Quando não conseguimos achar satisfação dentro de nós mesmos,
é inútil procurar em outra parte.
Sempre que dependemos de coisas fora de nós para ter alegria,
estamos fadados à decepção.
  A felicidade não tem nada a ver com conseguir.
Consiste em satisfazer-nos com o que temos e com o que não temos.
Poucas coisas são necessárias para fazer feliz o homem sábio,
ao mesmo tempo em que nenhuma fortuna satisfaria a um  inconformado.
As necessidades de cada um de nós são poucas.

 
Enquanto nós tivermos alguma coisa a fazer, alguém a amar,
alguma coisa a esperar, seremos felizes.
Saiba : a única fonte de felicidade está dentro de você,
e deve ser repartida.
Repartir alegrias é como espalhar perfumes sobre os outros :
sempre algumas gotas acabam caindo sobre você mesmo.