sábado, 28 de fevereiro de 2009

Arrumando nossa casa


O ano realmente começa agora, claro que estamos esperando o feriado da semana santa (risos), mas que tal uma boa faxina, não só exterior, como interior, faço uso dessa técnica há algum tempo e sempre me ajudou muito, aproveito quando estou arrumando um armário, e começo a imaginar o que deveria ser limpo dentro de mim, o que devo jogar fora, no que posso mudar reformular.
As vezes são questões com amigos, com o marido, com os pais, com o irmão, a cunhada,enfim...
E aí começo a repensar determinadas atitudes que tomei, como deveria ter feito, se deveria ter agido diferente, se devo retomá-la, ou simplesmente esquecer e aceitar minha atitude sem culpa, virar a página. É inacreditável como melhoro, como isso me ajuda.
Aproveito para compartilhar trechos de atitudes que deveriamos repensar no noss dia-dia, começo por esse texto de Bernardelli, sobre o feng Shui para ilustrar o que comentei, leiam também atitudes que drenam, ou seja, prendem , nossa energia, e pensamentos de serenidade :
A bagunça é inimiga da prosperidade. Ninguém está livre da
desorganização.A bagunça forma-se sem que se perceba e nem sempre é visível. A sala
parece em ordem, a cozinha também, mas basta abrir os armários para
ver que estão cheios de inutilidades.De acordo com o Feng Shui Interior - uma corrente do Feng Shui que mistura aspectos psicológicos dos moradores com conceitos da
tradicional técnica chinesa de harmonização de ambientes - bagunça
provoca cansaço e imobilidade, faz as pessoas viverem no passado,
engorda, confunde, deprime, tira o foco de coisas importantes, atrasa
a vida e atrapalha relacionamentos.

Regras para domar a bagunça:

1. Jogue fora o jornal de anteontem.

2. Somente coloque uma coisa nova em casa quando se livrar de uma
velha.

3. Tenha latas de lixo espalhadas nos ambientes, use-as e limpe-as
diariamente.

4. Guarde coisas semelhantes juntas; arrume roupas no armário de
acordo com
a cor e fique só com as que utiliza mesmo.

5. Toda sexta-feira é dia de jogar papel fora.

6. Todo dia 30, por exemplo, faça limpeza geral e use caixas de
papelão
marcadas: lixo, consertos, reciclagem, em dúvida, presentes, doação.
Após
enchê-las, dê o destino apropriado.

7. Organize devagar, comece por gavetas e armários e depois escolha
um
cômodo, faça tudo no seu ritmo e observe as mudanças acontecendo na
sua vida.

Veja uma lista de atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas
energias.
Conheça cada uma dessas ações para evitar a "crise energética
pessoal".

Atitudes que drenam energia:


1. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo:
- Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e
o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a
competitividade fazem com que haja negligência em
relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

2. Pensamentos obsessivos:
- Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um
problema cansa mais do
que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre
seus pensamentos - mal
comum ao homem ocidental, torna-se escravo da mente e acaba gastando
a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de
alimentar ainda mais os conflitos.

Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar
atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados
podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia
e atrai mais negatividade para nossas vidas..

3. Sentimentos tóxicos:
- Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias,
assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos.
Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não
são prósperas.

Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a
felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e
culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por
outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a
confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a
alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para
empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

4. Fugir do presente:
- As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a
tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: "bons
tempos aqueles!", costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam
às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer
os traumas, colocam suas energias no passado.

Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo
futuro, depositando nele
sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no
presente. E é apenas no
presente que podemos construir nossas vidas.

5. Falta de perdão:
- Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar
o que aconteceu e olhar
para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior
carregamos, gastando menos
energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra
religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver
bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não
sabe perdoar os outros e si mesmo, fica "energeticamente obeso",
carregando fardos passados.

6. Mentira pessoal:
-Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita
energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para
sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe
extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual.
Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo
esforço.

7. Viver a vida do outro:
- Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais,
evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e
saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio
nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do
outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é
recomendável, acaba não tendo energia para construir
sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados:
- A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e
emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a
casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer
uma faxina no que está sujo.

À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em
ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá
alívio. Não terminar as tarefas é outro "escape" de energia.

Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não
concluiu, ele lhe "diz" inconscientemente: "você não me terminou!
Você não me terminou!" Isso gasta uma energia tremenda.

Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o
trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do
autoconhecimento, da disciplina e da terminação farão com que você
não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas
consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza
- A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos
limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que
habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados,
vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia.

A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades
agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos
sugam e são sugados em suas energias vitais.
Posicionar os móveis de maneira correta, usar espelhos para proteger
a entrada da casa, colocar sinos de vento para elevar a energia ou
ter fontes d'água para acalmar o ambiente são medidas que se tornarão
ineficientes se quem vive neste espaço não cuidar da própria energia.

Portanto, os efeitos positivos da aplicação do Feng Shui nos
ambientes estão diretamente relacionados à contenção da perda de
energia das pessoas que moram ou trabalham no local. O ambiente faz a
pessoa, e vice-versa.

A perda de energia pessoal pode ser manifestada de várias formas,
tais como: o falha de memória (o famoso "branco"); o cansaço físico,
o sono deixa se ser reparador; o ocorrência de doenças degenerativas
e psicossomáticas.

Para economizar energia, o crescimento pessoal, a prosperidade e a
satisfação diminuem, os talentos não se manifestam mais por falta de
energia, o magnetismo pessoal desaparece, medo constante de que o
outro o prejudique, aumentando a competição, o individualismo e a
agressividade, falta proteção contra as energias negativas e aumenta
o risco de sofrer com o "vampiro energético".

Mentalize que, quando todos colocarem essas regras em prática, o
mundo será mais justo e mais belo.. Vamos tentar melhorar nossa
energia pessoal. Atitudes erradas jogam energia pessoal no lixo.
Mantém a serenidade.
Evita a pressa exagerada, o desassossego, a desesperança.
Com serenidade, enxergas a realidade por detrás dos fatos, adquires boas
condições para resolver problemas, obténs a alegria e melhor fazes o que queres.
Acalma-te.
Cuida dos teus pensamentos, melhora-os, desenha um futuro claro e encontra os
meios de progredir agora. Reconhe-te em paz, em harmonia contigo mesmo,
em prosperidade constante, e isso acontecerá.
Pensa bem.
Um passo à frente na maneira de pensar rende quilômetros de progresso.
Não leve as experiências da vida tão a sério. Não deixe principalmente que elas o magoem, pois na realidade, nada mais são do que experiências de sonho...


Se as circunstâncias forem ruins e você precisar suportá-las, não faça delas uma parte de você mesmo. Desempenhe o seu papel no palco da vida, mas nunca esqueça de que se trata apenas de um papel. O que você perder no mundo não será uma perda para sua alma.


Confie em Deus e destrua o medo, que paralisa todos os esforços para ser bem sucedido e atrai exatamente aquilo que você receia."


Não devemos buscar as nossas respostas em terceiros, pois quando o fazemos mais distantes ficamos de nós mesmos e de nossos sentimentos.


E ai está gerado o conflito! Ao nos questionarmos perguntado "O que estou sentindo?", conseguiremos identificar com clareza o que nos aflige, qual a decisão correta para nós.


É muito difícil em momentos onde nos sentimos tristes, abandonados, ouvirmos nosso eu interior. Mas não devemos desistir.


Perguntemos sistematicamente, todos os dias, "o que estou sentido?", "o que devo fazer para ser feliz?" Se conseguimos conversar com outras pessoas, porque não conseguiremos conversar conosco? Não podemos permitir que nada nem ninguém, incluindo nós mesmos, seja um óbice para que descubramos toda nossa maravilhosa essência.


Felizes com nossos acertos, assumindo e corrigindo nossos erros, conquistaremos nossa liberdade individual.


- Regras para lidar com problemas:


1. As pessoas mais 'problemáticas' são seus melhores professores. É duro aceitar que chefe ou colega, que às vezes tem vontade de esmagar, podem ser, mesmo, mestres espirituais. Já diziam os sábios chineses, 'nossos piores inimigos são nossos melhores amigos'.


2. Tendo um problema, olhe para dentro. Veja que sentimentos estão no âmago da disputa. Podem ser inveja do sucesso ou competência do outro, excesso de ambição, desejo de vingança, medo de perder espaço ou insegurança. Vá lá, admita, e não culpe somente o outro.


3. Compartilhe, seja generoso. É loucura afirmar isso num mercado competitivo? Mas as leis espirituais agem por caminhos estranhos. Desejar compartilhar o sucesso traz retornos benéficos. O Dalai-Lama, líder espiritual tibetano, diz, brincando: 'se quer ser bem egoísta seja generoso: as chances que virão serão bem melhores do que o mais egoísta poderia desejar.


4. Seja grato. Sabemos pedir, mas quem costuma agradecer? Quando pensar no trabalho, agradeça a oportunidade de estar ali. Reconheça os lados positivos; saiba que pode aprender com os negativos. E ao dizer obrigado, diga-o com o coração.


5. Enfrente desânimo com viés espiritual. Assim evita que seus recursos sejam bloqueados. Aliás, a intenção espiritual desperta recursos ainda maiores. Visando paciência, gentileza ou generosidade, cogite praticá-las todos os dias. Ser paciente no telefone, por exemplo, pode se tornar uma intenção espiritual. Visto deste modo, o serviço deixa de ser apenas um meio de vida e faz parte da evolução interior.


6. O que é fracasso? É realmente difícil avaliar o que é um e outro. Espiritualmente, o fracasso é chance para crescer. O sucesso, uma cilada para descansar sobre louros. Importa saber que sempre há um grande recurso: sua eterna vontade de aprender. Você é ainda você.
7. Veja seu local de trabalho como um local sagrado. É verdade. Por mais difícil que seja sua atividade, pode torná-la gratificante.


Trate der ver a essência divina (o Eu Superior) dentro das pessoas. Visualize seu local de trabalho envolto em cores. Violeta e dourado para purificação, rosa para amorosidade, verde para crescimento. Quando o ambiente estiver tenso, mentalize mantras, como o 'eu te amo'.

Conduzir
Que o dia te conduza por novos caminhos, ainda que desconhecidos,rumo ao seu melhor, ao que te encanta. Mesmo entre lágrimas e pranto, que você possa ver,o sol brilhando, as flores desabrochando,o mar agitado com toda a sua força,árvores que se dão frutos e balançam,pássaros que não se cansam de cantar,e toda a natureza explodindo em cores,tudo para te mostrar que no centro do universo,existe um Deus que é só amor,e por tanto amar você,fez este dia para te dizer,que você tem o poder de se modificar,capacidade para amar e se doar,e um mundo inteiro para conquistar. Creia, nada esta definido,ainda hoje a sua fé pode tudo transformar,ainda que pareça impossível,se você não desistir, se lutar e persistir,às algemas do medo se romperão,e você vai descobrir, que tem força,que tem poder de verdade,para conquistar a tão sonhada felicidade! Felicidade que você merece e vai estabelecer, pois o seu presente, o dia de hoje, é o construtor do futuro que tanto desejas .


A fé está profundamente inscrita dentro de nós. O próprio Deus a colocou em nós através da Sua presença, querendo que nós estejamos eternamente ligados Ele. É preciso, simplesmente, liberá-la para que se manifeste. Quando um mestre, um Iniciado nos diz: «Não cortem a ligação com Deus», é apenas um modo de expressão. Na verdade, não podemos cortar a ligação que nos une ao Criador porque nós somos da mesma natureza que Ele. O que pode ser cortado é algo na nossa consciência que, em um dado momento, se encontra limitada ou obscurecida. Mas o nosso verdadeiro Eu nunca está longe de Deus, pois Deus está em nós, assim como nós estamos nEle. Vocês me perguntarão: Mas como somos da mesma natureza que Ele, como podemos nos sentir diferentes do Criador? É porque descendo na matéria, deixamos que muitos elementos opacos e obscuros se interpusessem entre a nossa centelha divina e a nossa consciência vulgar. A nossa principal tarefa é a de fazer desaparecer todos esses elementos obscuros, e esse é o verdadeiro significado da purificação."

Aceitando as pessoas:

Estou aprendendo a aceitar as pessoas, mesmo quando elas me desapontam. É difícil aceitar as pessoas assim como elas são, quando não são da forma que eu gostaria. Mas estou também entendendo que é difícil me aceitar assim como eu sou, pois não sou exatamente da forma que indiscriminadamente todos gostariam.Coloco máscaras onde fica difícil penetrar e descobrir a angústia, a insegurança e a solidão.Para me amar é preciso que saiba escutar com a alma, e saber quando minha alegria é dissimulada.Para me amar há que se descobrir meu valor que foi soterrado pela rejeição, pela falta de carinho, pelas experiências que vivi ao longo desta vida.Estou aprendendo a amar o outro através do amor por mim mesma, aceitando as minhas próprias fraquezas e delas me perdoando.Estou aprendendo a pôr de lado as minhas próprias doresquando estas impedem a felicidade de alguém.É difícil aprender a amar, mas estou aprendendo.

Não leve as experiências da vida tão a sério. Não deixe principalmente que elas o magoem, pois na realidade, nada mais são do que experiências de sonho...
 Se as circunstâncias forem ruins e você precisar suportá-las,não faça delas uma parte de você mesmo. Desempenhe o seu papel no palco da vida, mas nunca esqueça de que se trata apenas de um papel. O que você perder no mundo não será uma perda para sua alma. Confie em Deus e destrua o medo, que paralisa todos os esforços para ser bem sucedido e atrai exatamente aquilo que você receia.

- Aceitar-se -

Somente podemos dizer que amamos alguém quando temos interesse genuíno nesse alguém.Amar alguém não é projetar nesse alguém nossas carências.
Usar o outro como tapa buracos de nossas carências não é amar. Se estamos carentes e usando o parceiro para suprir esta necessidade, tentamos dominá-lo com medo da perda e conseguiremos apenas afastá-lo.A única maneira de amarmos alguém é nos amando.
Quando nos amamos, ficamos em Paz. E estando em Paz não precisamos aceitar de outro algo menos do que AMOR. Ter a consciência plena que qualquer relacionamento pode acabar trás a Luz necessária para que saibamos encontrar o verdadeiro companheiro, a quem iremos amar genuinamente, com suas virtudes e apesar de seus defeitos.
Existe uma grande diferença entre "falar com Deus" e "brigar com Deus". Quando as dificuldades surgem em principio brigamos com Ele.
Nos sentimos preteridas, rejeitadas. Questionamos nossas crenças, esquecemos nossa real essência, e como simples humanos brigamos com Ele. Perdemos de vista que todos os acontecimentos fazem parte de um plano para nossa evolução. Ficamos procurando justificativa para tudo, tentando entender a Vida, e nos esquecemos do primordial que é vivê-la.
Da mesma forma ficamos questionando o porque do Amor, quando o importante mesmo é entregar-se ao Amor. Viver com maturidade é mergulhar no desconhecido com coragem e fé. Ame como uma criança, que não teme o novo, que reconhece no novo a possibilidade infinita de felicidade, que é o presente que o Pai nos dá no AGORA. Não brigue com Deus, ouça-O.
Abra teu coração para ouvi-Lo e terá todas as respostas. Converse com Ele e receberá o ensinamento para trilhar teu caminho nesta Vida dentro da Luz, Paz, Amor .

-Limitações da Vida-


Porque aceitar limitações em sua vida?

Sinta sua consciência se expandindo dia a dia.Espere que o novo se desdobre em voce e à sua frente e,se para isso for necessário mudar, esteja disposto a fazer as mudanças sem hesitação.Para mudar de programa no rádio só é preciso sintonizar cuidadosamente até que a recepção fique clara e não haja distorções para atrapalhar o programa.
Quando seu desejo de deixar o que é velho para trás for suficientemente forte, voce não deixará pedra sobre pedra até consegui o que quer. Voce mexerá todos os botões até conseguir se sintonizar com o novo e poder recebera transmissão em som alto e forte.Quando a transmissão estiver clara,voce terá que se aquietar e escutar,e quando voce tiver absorvido o que está sendo transmitido,voce tomará a iniciativa de fazer algo a respeito.Porque esperar mais um dia?Sintonize- se agora.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

A fragilidade do blog


Queridos, hoje, resolvi falar do grande susto que levei ao ler a mensagem, de que meu blog estava bloqueado devido a denúncias de ser um blog de spam.

Fiquei muito triste, pois ele foi o primogênito, aprendi a incrementá-lo só, escrevia para os amigos que fiz na internet, e todos me ajudavam com dicas especiais.

Cada widget, colocado, deu um trabalho, pois não tenho essa intimidade que os webdesigners tem, e vi tudo apagado, bloqueado, sem mais , nem menos.Sofri.

Em alguns sites como o blogstars, li depoimentos de pessoas que também , sem mais , nem menos, perderam seus blogs, como nas calamidades, nunca acreditamos que pode acontecer conosco.

Foi um breve susto, de um dia, mas me deixou muito desconfiada, será que uma estrutura tão sólida como o google,ou o blogspot, já não sei, é tão frágil assim.

Quer dizer que não vou com a cara de uma determinada pessoa,ou não gosto do estilo de um blog qualquer, vou denuncio várias vezes como " abuso", e tchau, acabou, e quem ganha dinheiro com os blogs, como faz?

Muitas vezes esses blogs são utilizados para pesquisas (com o próprio Mosaico que já foi referência em algumas ), e simplesmente se extinguem, deixando uma enorme frustração não só a seu dono, mas aos usuários que estavam habituados a lerem seus conteúdos.

Fica mais um desabafo, pois num momento desses, embora o nosso blog tenha voltado intacto, a dúvida é grande, será que vale a pena, que dispositivos práticos podemos procurar, até porque quando denunciamos, devemos provar o que dissemos, mas aqui, simplesmente , isso não funciona. Pelo menos é o que parece.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Bondade


Existem jóias raras na literatura mundial, por vezes até de autor considerado anônimo. Há alguns dias, em uma obra, colhemos a seguinte advertência, exatamente nesses moldes de que falamos:
Um dia chegará em que, num determinado momento, um médico comprovará que meu cérebro deixou de funcionar e que, definitivamente, minha vida neste mundo chegou ao seu fim.
Quando tal coisa acontecer, não digas que me encontro em meu leito de morte.
Estarei em meu leito de vida e cuida para que esse corpo seja doado para contribuir de forma que outros seres humanos tenham uma vida melhor.
Dá meus olhos ao desgraçado que jamais tenha contemplado o amanhecer, que não tenha visto o rosto de uma criança ou, nos olhos de uma mulher, a luz do amor.
Dá meu coração a alguma pessoa cujo coração só lhe tenha valido intermináveis dias de sofrimento.
Meu sangue, dá-o ao adolescente resgatado de seu automóvel em ruínas, a fim de que possa viver até poder ver seus netos brincando ao seu lado.
Dá meus rins ao enfermo, que deve recorrer a uma máquina para viver de uma semana à outra.
Para que um garoto paralítico possa andar, toma toda a totalidade de meus ossos, todos os meus músculos, as fibras e os nervos todos de meu corpo.
Mexe em todos os recantos de meu cérebro. Se for necessário, toma minhas células e faze com que se desenvolvam, de modo que, algum dia, um garoto sem fala consiga gritar com entusiasmo ao assistir a um gol, e uma garotinha surda possa ouvir o repicar da chuva contra o vidro da janela.
O que sobrar do meu corpo, entrega-o ao fogo e lança as cinzas, ao vento, para contribuir com o crescimento das flores.
Se algo tiveres que enterrar, que sejam os meus erros, minhas fraquezas e todas as minhas agressões contra o meu próximo.
Se acaso quiseres recordar-me, faze-o com uma boa obra e dizendo alguma palavra bondosa ao que tenha necessidade de ti.