sábado, 21 de junho de 2014

Afastamento Positivo


As pessoas me falam que andam com muito medo. 
Medo de viver. 
Medo de morrer. 
Medo de perder quem ama. 
Medo da violência. 
Medo da crise. 
Medo de perder empregos. 
Medo de errar. 
Medo de caminhar nas ruas. 
Não devemos temer nada e não devemos antecipar coisas que possam vir a nos acontecer. 
Normalmente são frutos da nossa imaginação e fantasias contaminadas pelas notícias de uma maneira geral. 
O que eu recomendo é que comecem a rever as suas vidas. 
Quando você for ler um jornal ou assistir televisão, escolha melhor os programas que irá ver. 
A mídia, em geral, quer alimentar este lado primitivo nosso em direção ao mórbido. 
Eles acham que nós não nos contentamos em saber que o Fulano ou o Beltrano morreram de forma trágica e violenta. 
Eles querem que saibamos como foi, o que aconteceu, o que a vítima sentiu, o que a mãe da vítima sentiu! 
Eles querem que fiquemos tristes, paralisados e estagnados diante das notícias para que nós queiramos ler mais, saber mais e para eles venderem mais, ter mais ibope e ganharem mais com o sofrimento alheio. 
Mostrar coisas bonitas é chato e não dá dinheiro. 
Escravizam os telespectadores que ficam hipnotizados vendo as minúcias de cada crime até que acabam prejudicando ou interferindo nas ações, até mesmo da polícia em certos casos. 
Por isso temos que ligar nosso filtro. 
Não é alienação, apenas proteção. Diga-me de verdade o que você acrescenta na sua vida ao saber os detalhes trágicos do sofrimento alheio? 
Você apenas se entristece, fica com medo. 
Sim exatamente. 
Você passa a ter medo de viver, morrer, perder as pessoas que amam, medo de ser assassinado em cada esquina, medo...medo e medo. 
E você começa a se encolher e perder a vontade de participar da vida e esquece que há uma porção de coisas bonitas que também acontecem à sua volta. 
Então, meu conselho é, enquanto estiver procurando mudar seus pensamentos e viver uma vida positiva afaste-se do mal que insistem em por no teu caminho. 
Fique à margem das tristezas. 
Afaste-se de pessoas e situações negativas. 
Contagie-se apenas de coisas que encham a sua vida de esperança. 
Desligue a televisão quando começarem a esmiuçar tudo e todos. 
Mude de canal. Leia algo bonito e leve. Ou simplesmente desfrute do silêncio ou do som de uma boa música positiva. 
Dê a sua vida a chance de ver o lado bom das coisas. Faça essa experiência durante alguns dias e verá a diferença. 
E lembre-se da próxima vez que alguém chegar para você comentando sobre algo horrível que aconteceu, concorde, porém, não prolongue o papo... simplesmente, não vale a pena. 
Mais uma vez eu saliento, não é fechar os olhos para o mundo. 
Não! Você sabe do fato, mas não fica remoendo e juntando-se ao sofrimento coletivo. 
Assista de fora. 
Trata-se do que costumo chamar de Afastamento Positivo e tem como objetivo principal : cultivar o hábito positivo de olhar para as coisas boas  para aprender a viver sem medo e mais feliz."  
Fonte: Dexter

Nenhum comentário: