sábado, 18 de abril de 2009

O que vem a ser Labirintite


As labirintopatias são distúrbios que ocorrem quando o labirinto, o ouvido interno, órgão responsável pelo equilíbrio e audição,é afetado.
É uma infecção ou inflamação do labirinto, uma labirintopatia de ocorrência rara.
Os problemas que afetam o labirinto e comprometem o equilíbrio causando tontura ou vertigem podem ter diversas alterações nas estruturas do sistema vestibular até problemas clínicos em outros órgãos ou sistemas.
Possíveis origens de problemas de labirinto:
- Traumatismos de cabeça e pescoço

- Infecções por bactérias ou vírus

- Drogas ou medicamentos( nicotina, cafeína, álcool, maconha, anticoncepcionais, sedativos, tranquilizantes, antidepressivos, anti-inflamatórios, antibióticos, etc.)

- Alimentação com excesso de gordura, sal e açúcar

- Tumores

- Envelhecimento

- Distúrbios vasculares(hiper ou hipoglicemia, hiper ou hipoinsulinemia, hiper ou hipotireoidismo)

- Anemia

- Problemas cervicais

- Doenças do sistema nervoso central

- Alergias

- Disturbios psiquiátricos.


As labirintopatias mais comuns são:

* Vertigem postural paroxística benigna: breves e repentinos epsódios de vertigem e/ou enjoo aos movimentos da cabeça.

*Neurite vestibular: vertigem aguda, intensa e prolongada, com náuseas e vômitos.Pode ser de origem inflamatória ou infecciosa (viral)

*Doença de Ménière: crises vertiginosas,diminuição da audição e sensação de pressão no ouvido

*Otites,viroses e remédios ototóxicos (danosos ao ouvido): são as mais comuns na infância

*Cinetoses (mal do movimento): tonturas, náuseas, vômitos eventuais, palidez e suor que ocorrem quando a pessoa está em um veículo em movimento por conta do conflito de informações entre o sistema proprioceptivo(informando que o corpo está parado) e o labirinto(informando que há movimento)

*Surdez súbita e vertigem: a perda auditiva surge, habitualmente, em um dos ouvidos e tem causas diversas, como infecções por vírus, traumas cranianos ou acústicos, doenças auto-imunes, vasculares, tumores, etc. Podem ocasionar tontura de vários tipos.

*Esclerose múltipla:doença crônica e progressiva do sistema nervoso central.
O diagnóstico é feito por uma avaliação otoneurológica que inclui o estudo da história clínica do paciente( informações detalhadas sobre sua tontura e outros sintomas, antecedentes pessoais e familiares, hábitos de vida, medicações e preferências alimentares), exames complementares(sangue, urina, radiológico) ou avaliações em outras áreas médicas, como endocrinologia, neurologia, cardiologia e psiquiatria e uma sequência de testes auditivos e de equilíbrio corporal (testes labirínticos). A tomografia computadorizada e a ressonância magnética também são exames importantes a serem realizados.
O tratamento etiológico(da causa) é mais eficaz que aquele que se propõe somente a eliminar os sintomas, com medicamentos sedativos e repouso.

Algumas medidas a serem tomadas para a eficácia do tratamento:

+ Procurar eliminar ou atenuar a causa da tontura.

+ Utilizar com critério os medicamentos antivertiginosos.

+ Personalizar os exercícios de reabilitação do equilíbrio: a reabilitação vestibular reajusta as relações entre os sinais enviados pelas estruturas responsáveis pela manutenção da postura corporal.

+ Correção de práticas alimentares que podem agravar a vertigem e sintomas associados.

+ Cirurgia da vertigem: destinada a casos específicos( tumores, fracasso no tratamento clínico em certas doenças).

2 comentários:

Eginoaldo disse...

graça e paz!!!
vc aceita fazer parcerias???
o q vc acha de ter uma rádio em seu blog???
visite o meu: http://spacegospel.blogspot.com
e deixe um comentário!!!

Valter Montani disse...

Minha querida Silvinha, estou inaugurando minha galeria de selos e oferecendo um monte de presentes, entra lá e escolha o que você quiser, bjs e boa semana siga o link:
http://galeriadopoeta.blogspot.com/