sábado, 19 de novembro de 2011

Autismo - Ilhados em seu próprio mundo

O autismo não é um transtorno,mas um grande espectro de diferentes transtornos de causas desconhecidas, que se convergem em três traços fundamentais em comum.
Primeiro, o autista não vê as pessoas como indivíduos, e sim como objetos. E sem empatia, vive num mundo particular, só seu.
Segundo,tem grave dificuldade de comunicação, e portanto, é incapaz de demonstrar o que quer ou sente.
Terceiro, é preso à rotina.Ele repete os mesmos comportamentos obsessivos por muito tempo, seja falar a mesma frase , ou organizar objetos a esmo.
Nos casos mais graves, há um retardo mental sério e a criança não aprende a falar, praticamente nada., nem a reconhecer os pais.
O termo autismo surgiu em 1912, então considerado uma "alienação" em pacientes com esquizofrenia.Em 1943 o austríaco Leo Kanner falou de autismo como um transtorno propriamente dito.
Hoje se acredita que a síndrome é causada por uma constelação de fatores diferentes, que não incluem fatores psicológicos.
Em 2010, foi identificada em autistas uma prevalência vinte por cento maior de uma anomalia rara que se duplicam ou apagam certos genes - especialmente os relacionados ao desenvolvimento da criança.

Nenhum comentário: