sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Evolução do Pensamento Infantil entre 0 e 7 anos


*Egocentrismo: É uma centração da criança sobre si mesma, registrado no início da vida,quando a criança é auxiliada em tudo,é inconsciente dos 2 aos 4 anos, e torna-se visível dos 4 aos 7 anos.
Nesse estágio a criança quer todos os brinquedos para si, ser a primeira em tudo, ser o centro das atenções.É superado à medida que a criança toma consciência da realidade e começa a pensar no outro, a partir dos 7 anos,quando se torna capaz de iniciar a descentralização de seu mundo,se for bem orientada,aos 11 anos supera seu egocentrismo.
*Indiferenciação:É a ausência de percepção para o valor de si próprio,dos outros e das coisas, apresenta-se de forma primitiva e radical dos 2 aos 4 anos,revela-se fortemente na fase de 4 a 5 anos, e atenua-se entre os 6 e 7 anos.Nessa fase a criança não percebe como pode agir sobre as coisas,ela não tem uma idéia exata de como as coisas agem umas sobre as outras, não consegue diferenciar as coisas de seu significado.
Somente a partir dos 7 anos a criança torna-se capaz de iniciar o processo de libertação de seu indiferentismo, se for bem orientada,ela supera essa característica à medida que descobre a realidade.
*Animismo:É a atribuição de vida e consciência a todas as coisas que a rodeiam,ocorre pela não distinção entre o eu e o mundo exterior.A criança supõe que seus brinquedos são vivos,que os animais entendem sua fala,que as plantas choram,etc...
É por volta dos 7 anos,à medida que vai descobrindo a realidade que o animismo é superado.
*Artificialismo:É a colocação de um agente fabricador na origem das coisas.A criança considera os homens responsáveis pela existência de todos os objetos que ela observa no mundo exterior,acredita que os homens fazem com que as coisas apareçam e que essas coisas são mais ou menos vivas e conscientes.Vai diminuindo a partir dos 7 anos também.
*Finalismo:Surgem em crianças de 4 aos 7 anos.É o interesse acentuado no para que serve as coisas e as pessoas, em detrimento de como elas são ou funcionam.A criança age com a finalidade de agradar ou desagradar, obedecer ou desobedecer seus companheiros ou rivais,ela brinca,constrói,observa os adultos realizarem operações técnicas,mas não capta o mecanismo utilizado.
Tende a desaparecer a partir dos 7 anos.
*Imitação:É a forma natural com que a criança constrói seu pensamento e origina suas ações,a linguagem da imitação através de gestos é dominante até os 7 anos.


A criança gosta de imitar mesmo o que não entende,sua ação sempre tem origem na ação do adulto,através da imitação, a criança revela seu meio familiar, os colegas e os adultos que a cercam.A partir dos 7 anos, fase em que o pensamento da criança evolui e sua capacidade de imitação começa a se tornar consciente, a mesma tende a superá-la.



*Afetividade Autocentrada:É a capacidade de experimentar emoções e sentimentos,centrada em si mesma.Na criança de 0 a 2 anos, necessita de muito afeto embora quase não demonstre,de 2 a 4 anos ela precisa de bastante carinho, principalmente dos pais,por ser egocêntrica,quer todo carinho para si.Já dos 4 aos 7 anos,revela grande necessidade de ser amada,através de gestos de carinho dos pais,a criança confia inteiramente que eles a amam.Caso semelhante se dá com os professores ou outras pessoas que se dedicam a ela.É superada a partir dos 7 anos quando a criança começa descobrir o seu valor e o do outro e a afetividade vai se tornando menos egocêntrica.

3 comentários:

Stanley Marques disse...

Tem selo pra você no Antologia Racional: www.antologiaracional.com

Abraços!

GUILHERME PIÃO disse...

Boa esta pesquisa.
Não conhecia, isto ira facilitar a educação.
Vivendo e aprendendo,
Abraços

Nacir disse...

Convido o Mosaico da Psicologia a visitar O LIVRO VIVO, iniciativa de uma garota de 10 anos no http://www.sousofia.com.br Meninos e Meninas de todo o país escrevem este livro pela internet e doam seus direitos autorais para a Cidade dos Meninos.
www.adequacao.com.br/blog