sábado, 4 de agosto de 2012

Famílias com enteados


O modelo tradicional de família, composta por pai, mãe e filhos, está sofrendo grandes modificações, a qual tem alterado tanto a sua configuração como o seu funcionamento.
Hoje em dia temos vários modelos de famílias, se a pensarmos como um sistema vivo, elas possuem um ciclo vital, ela nasce, cresce, amadurece e morre podendo dar nascimento a uma nova família.
Dentre os diversos fatores que tem contribuído para a mudança da família, destaca-se o divórcio, atualmente 30 a 50% dos casais escolhem o divorcio como solução para a insatisfação conjugal.
As famílias reconstituídas surgem com padrasto ou madrasta em sua formação, o desafio para elas são maiores, um segundo casamento costuma vir acompanhado de grandes expectativas, no caso, os pais querem evitar ou corrigir os erros cometidos no casamento anterior e encontrar o amor e a segurança perdidos, esperam estar seguros e serem respeitados pelos seus filhos e enteados.
É aí que surgem os desafios, o primeiro é que imaginamos ser amado por nossos enteados ou pelo menos ser respeitados por eles.
O segundo é conseguir se aproximar deles e criar um elo de confiança.
O terceiro é fazer com que seus enteados se sintam parte da família, integrados nela.
O quarto desafio, o pior deles, é disciplinar os filhos que não são seus.
Quanto aos enteados a adaptação, segundo uma pesquisa realizada nos Estados Unidos,costuma levar de quatro a sete anos.
O que pode ser feito para melhorar o convívio com os enteados:
1 - Com o tempo o amor pode crescer o que importa no momento, é se sentir amado e respeitado.
2- Evite criticas: Em vez de acusar o novo cônjuge dizendo: seu filho é mal criado, peça que ele oriente seu filho a lhe cumprimentar e respeitar.
3 - Conviva com todos: Programe um tempo a sós com cada um de seus filhos e enteados, isso mostra que eles são importantes para você,  isso irá fortalecer a relação.
4-  Não exija que os filhos esqueçam a família anterior.
5-  Dê tarefas domesticas aos filhos e enteados igualmente, deixe que cada um tenha um lugar à mesa  e um cantinho de privacidade na casa.
6- Pense em se mudar para uma casa maior ou adaptar a atual para que novos membros não se sintam intrusos.
7-  Não crie regras demais e não se apresse em fazer mudanças na rotina
8-  Resolva desacordos em particular: concentre-se no comportamento do enteado, fale com ele com respeito.

Nenhum comentário: