sexta-feira, 10 de abril de 2015

Páscoa

Em nossos dias, num mundo que se tornou estranho e até hostil à fé, as famílias cristãs são de importância primordial, como lares de fé viva e irradiante. É no seio da família que os pais são para os filhos, pela palavra e pelo exemplo,os primeiros mestres da fé.
O lar cristão é o lugar em que os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. Por isso, o lar é chamado, com toda razão, de “Igreja doméstica”, comunidade de graça e de oração, escola das virtudes humanas e da caridade cristã.
Os pais são os primeiros a transmitir a fé, os valores cristãos e universais e uma boa educação para os filhos. Pai e mãe são mestres da vida, pela palavra e pelo exemplo eles nos ensinam coisas que vamos levar para a vida toda, que irão influenciar as nossas escolhas e, principalmente, formar a nossa consciência do bem e do mal.
Como explicar para as nossas crianças e jovens que,na Páscoa, o mais importante é a festa da vida que vence a morte? A Páscoa é uma festa de família. É preciso ter a coragem de celebrar a fé em família e ensinar o verdadeiro sentido de ser cristão. Celebrar a Páscoa é renascer com Cristo ressuscitado, é passar da morte para a vida, é vencer o pecado e a morte.
É importante explicar às crianças, conforme elas vão crescendo, o significado de toda celebração. “O mundo é voltado para o consumismo e, às vezes, as histórias se perdem e resta somente um ovo de chocolate”. Independentemente da religião à qual se pertence, a Páscoa é uma festa bem tradicional e cheia de valores. “Cada família pode aproveitar as crenças, histórias e tradições existentes sobre a Páscoa, o significado presente em tudo isso, e passá-lo”.
A Páscoa – assim como o Natal – envolve uma experiência fantasiosa para as crianças: a existência de um personagem associado ao espírito da data.
Não existe uma idade certa para a descoberta da verdade.Não se deve mentir.

Ovos de Páscoa, coelho da Páscoa, assim como Papai Noel, foi criado pelo comércio para estimular as vendas, então se pode dar chocolates,assim como presentes no Natal, mas não se deve enganar as crianças com essas fantasias, antigamente se achava bonito ver a criança acreditando em tais fantasias, hoje apenas se estimula a mentira e a enganação no ambiente doméstico, estimulando seus filhos a enganarem também. Com isso não se diz aqui , que não se deve presentear ou dar ovinhos de Páscoa, mas se deve dizer a verdade sempre.

Nenhum comentário: