sábado, 16 de maio de 2015

Distúrbios causados pelo uso excessivo da internet

Não há dados oficiais sobre o número de pessoas afetadas pela doença no Brasil, mas estima-se que pelo menos 10% dos usuários sejam viciados. O percentual é baseado em pesquisas internacionais que referenciam o país como líder no ranking mundial quando o assunto é o tempo consumido na internet.
Além da perda de noção do tempo, dependentes de internet tipicamente podem desenvolver olheiras profundas e ganho ou perda de peso relevante, resultado da frequente troca de refeições por sanduíches - que prescidem de talheres e liberam uma das mãos para digitar no teclado - e pela falta de atividade física. Gradativamente, a vida social vai se extinguindo. Os laços familiares, o relacionamento com os amigos e o sexo oposto, a preocupação com o trabalho e a saúde passam a ser negligenciados. Aos poucos, o dependente de internet perde os elos com o mundo real para viver em um universo completamente virtual.
Os jovens, entre 16 e 24 anos, são os mais afetados, seguidos por adultos e idosos que estejam enfrentando momentos de solidão e frustração. Pessoas muito tímidas, com transtorno de ansiedade, ou déficit de atenção e hiperatividade também estão entre os principais dependentes.Um problema na vida real pode desencadear a fuga para o mundo virtual.
Assim como a dependência tóxica, a dependência de internet não tem cura. O usuário e a família devem procurar grupos de apoio para aprenderem a lidar com a rede. O objetivo do tratamento não é suprimir a internet, mas fazer com que a pessoa aprenda a se controlar e a estabelecer uma rotina que contempla o acesso à rede, o trabalho, a saúde e as relações pessoais de uma forma saudável e equilibrada. 
“O excesso de tecnologia esgota o cérebro da mesma forma como acontece com a depressão e como acontece com o uso de anfetaminas, por exemplo, que dão muita empolgação para depois deprimir”,
Veja abaixo seis doenças causadas por excesso de internet:
  • Estresse
Se você só precisa de um computador para efetuar seu trabalho, é provável que já tenha levado seus deveres profissionais para seu lar, para o shopping, tenha mandado e-mail no carro, estivesse trabalhando enquanto está em uma atividade de lazer. Como todos precisam de um tempo para descansar, não só o corpo como a mente, este comportamento pode levar ao estresse, refletindo em suas relações familiares, segundo pesquisas do Departamento de Psicologia, da Universidade de Bowling Green, nos Estados Unidos.
  • Depressão
Estudos dizem que jovens que vivem conectados podem desenvolver a depressão mais comumente, além de outros problemas mentais que podem estar relacionados aos distúrbios do sono, garante pesquisa da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.
  • Problemas na visão
Se a sua visão está um pouco embaçada, ou dores de cabeça têm ocorrido frequentemente, além de dores no ombro, talvez você precise sair mais do mundo virtual e ir para o real. O excesso de luz ao qual se expõe o internauta quando passa horas na frente de uma tela o leva a ter dificuldades da visão.  
  • Confusão mental
Estudos, também realizados por médicos da Academia Americana de Pediatria, mostram que o modo como as pessoas lidam com as tecnologias, principalmente a internet, está alterando o cérebro humano. Ainda em estágio inicial, uma pesquisa amostra que quem se expõe muito à rede pode ter dificuldade para se concentrar perder o foco, até mesmo durante uma conversa corriqueira, menor capacidade de compreensão e redução da capacidade da memória.
  • Dependência
Tem gente que não pode ficar desconectada por 24 horas. Os pesquisadores da Academia Chinesa de Ciências descobriram que estudantes universitários começaram a sentir desejos, ansiedade e depressão quando eles tiveram que desligar-se totalmente da rede. Outro estudo levou imagens do cérebro de pessoas diagnosticadas como viciados em internet e descobriram que se pareciam com os cérebros dos jogadores, alcoólatras e viciados em drogas.
Como identificar os sintomas do vício da internet:
1.     Tempo gasto na internet nunca é suficiente.
2.     Passa-se mais horas na internet do que imaginado.
3.     Desenvolve-se excessiva preocupação com a rede.
4.     Há necessidade de aumentar o tempo gasto on line para obter o mesmo nível de satisfação.
5.     Ficar desconectado é sinônimo de esforço.
6.     O humor é alterado quando o uso da internet  é restringido.
7.     Trabalho, relações pessoais e saúde  ficam prejudicados.
8.     Quando indagados quanto ao tempo on-line, os usuários mentem.

Nenhum comentário: