sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Uso de tatuagens e piercings no ambiente de trabalho



Expor as tattoos e piercings na entrevista depende muito do contexto da vaga, da empresa contratante e também da área de atuação do profissional – alguns segmentos já veem com naturalidade o uso dos adornos, como Comunicação, Marketing e TI. Porém, em áreas como Saúde, Direito, Finanças e Engenharia, tatuagens e piercings sofrem certa resistência, então, acima de tudo, é importante que o profissional avalie até que ponto carregar estes adereços impactará na sua carreira como um todo.
No momento da entrevista, o candidato não sabe quais são as preferências e conceitos do recrutador, portanto, como regra geral, é indicado esconder os adereços para não prejudicar o próprio desempenho no processo seletivo.
O uso de piercing e tatuagem no ambiente de trabalho sempre foi algo controverso. Embora isso esteja mudando nos tempos de hoje, ainda existem algumas restrições. De modo geral, os setores jurídico, financeiro e de saúde são os que possuem maiores restrições com o uso de piercings, tatuagens e outros modismos como alargadores, dreads, unhas e cabelos pintados de cores extravagantes. Por outro lado, se você trabalha em atividades menos tradicionais, em que o ambiente é menos rígido e que não se tenha um contato direto com o público, como agências de publicidades, empresas de internet e veículos de comunicação, não há grandes problemas.
Nas entrevistas de trabalho, o pretendente ao cargo tem que avaliar se vale a pena se candidatar a uma empresa em que o ambiente seja muito formal, pois as tatuagens e piercings fazem parte da personalidade do candidato e por isso pode haver conflito de valores. No mais, o importante é que o candidato pergunte sobre a vestimenta da empresa, e se adereços como tatuagens e piercings são aceitos.
Os especialistas ainda acrescentam que a mentira sobre os adereços deve ser evitada em todo o caso, isso porque o candidato pode sofrer algum tipo de discriminação e ser dispensado de forma disfarçada, já que nenhum candidato pode ser demitido por conta de um piercing ou tatuagem, mas que é muito difícil provar o real motivo da dispensa.
Então, se você quer fazer uma tatuagem ou um piercing, precisa estar consciente do que isso pode representar para a sua imagem pessoal. A maior parte das empresas ainda são conservadoras e consequentemente, o uso de adereços como esses não é bem visto.

Nenhum comentário: