sábado, 14 de maio de 2016

Estudando a Psicologia 3 : Atribuições do Psicólogo na Vara da Criança e Juventude

Estudo de Caso: Consiste em um psicodiagonóstico do tipo compreensivo.
Instrumentos na Investigação Psicológica:
- Entrevistas Individuais
- Observação Clinica
- Uso de Testes Projetivos
- Observação Lúdica
- Estudo de Campo ( visitas domiciliares ou às instituições)
- Contato com profissionais afins
Finalidade do Estudo Psicológico: Subsidiar ou assessorar a autoridade judiciária no conhecimento dos aspectos psicológicos da criança ou adolescente, familiares ou responsáveis legais para que possa decidir e ordenar as medidas cabíveis.
Quando é realizado nas varas da infancia é em cumprimento à determinação judicial ou por encaminhamento do serviço social.
Conclusão do Parecer Psicológico: Consiste nas conclusões diagnósticas, indicações prognósticas, sugestões técnicas e encaminhamentos.
Compete a equipe técnica fornecer subcidios por escrito, mediante laudos.
Desenvolver trabalhos de aconcelhamento e orientação, encaminhamento, prevenção e outros.Tudo sob subordinação à autoridade judiciária,assegurada a livre manifestação do ponto de vista técnico.
O corpo técnico tem condições de fornecer elementos necessários para que se possa aquilatar qual o efetivo interesse da criança.
Objetivos do acompanhamento psicológico nas varas da infancia:
- Realização de orientação e acompanhamento
-Orientação e compreensão do caso.
- Definição da medida a ser tomada (destituição, abrigamento, desinternação, adoção)
- Avaliação da adaptação de mudanças e alterações ocorridas ao longo do tempo
- Verificação da realização e manutenção de encaminhamentos específicos (psicoterapia, escola especial)
- Acompanhamento psicológico dos casos de adoção, modificação de guarda, maus tratos, desvios de conduta, abrigo, desinternação.
Encaminhamento Psicológico: É atribuição do psicólogo quando necessário, realizar o encaminhamento para os recursos disponíveis na comunidade, como psicodiagnósticos, psicoterapia     (individual, grupal,casal),atendimento especializado( psiquiátrico, neurológico, fonoaudiológico,reabilitação,etc), atividades extra escolares, sempre considerando a saúde mental e a satisfação individual.
O psicólogo não se atém a queixa ou ao pedido formulado, mas à problemática detectada através de um diagnóstico situacional, procurando perceber o sujeito dentro do contexto sócio familiar, psicodinâmico, identificando suas reais necessidades.
Na avaliação dos casais a serem cadastrados, torna-se importante obter um perfil psicológico dos interessados, levando-se em conta os diversos fatores considerados relevantes para adoção bem sucedida.Que são a esterilidade e motivação.
 Fatores para avaliação para obtenção do perfil dos adotantes:
-Motivo da adoção
- História Familiar
- Maturidade Emocional
- Equilibrio dinâmico do casal
- Flexibilidade ou rigidez de valores e conceitos
- Expectativas em relação à criança
- Fantasias sobre a história da criança e de sua genitora
Adastramento de crianças em condições de adoção:
Realizado mediante o levantamento processual abrangendo crianças que se encontram em abrigos ou lares provisórios.
 É comum o Ministério Público solicitar manifestação técnica sobre os relatórios periódicos enviados pelos abrigos.O acompanhamento visa processual é importante para o psicólogo poder integrar-se da evolução dos casos em que intervem, podendo contribuir muitas vezes, para uma definição mais rápida e eficaz de algumas situações.
Cadastramento de casais para adoção:
 Tem por objetivo propiciar a rápida e eficaz colocação de crianças em lares substitutos adequados e continentes às suas necessidades, diminuindo o índice de rejeição e fracasso na adoção.
Cadastro é um banco de dados sobre casais selecionados para serem futuros pais das crianças que virão a ser adotadas.
São exigidos estudos psicológicos e sociais dos candidatos e aprovação das fichas pelo Ministério Público e magistrado.
Importância do Cadastramento da Crianças:
- Relaciona as crianças que se encontram legalmente liberadas para colocação em família substituta.
- Agiliza o andamento dos casos onde existia a necessidade de alguma definição.
-Procura-se traçar um perfil psicológico do desenvolvimento da criança verificando suas condições emocionais e disponibilidade para a adoção.
Contatos com Abrigos e Recursos Comunitários:
Visa atender a demanda de encaminhamentos podendo ser realizada através de visitas às entidades e contatos interprofissionais.
É importante o conhecimento dos abrigos permitindo que o psicólogo avalie as condições de atendimento prestado, bem como assinalar as deficiências, limitações e irregularidades do atendimento.
Participação em Audiências:
Pressupoe a realização anterior ao estudo psicológico pertinente ao caso, o psicólogo é solicitado a participar da audiência e oferecer verbalmente suas conclusões podendo ou não remeter um relatório previamente elaborado.
O estudo social precede ao psicológico para fornecer elementos dessa área de conhecimento.

Nenhum comentário: