sábado, 21 de maio de 2016

Estudando a Psicologia 4: Disturbios das Condutas Sexuais

Os distúrbios podem ser dirigidos em função de impotencia, frigidez,problemas de ejaculação etc...
O ato sexual necessita da intervenção de muitos níveis para se desenvolver:
- Efetores anatômicos e fisiológicos
- Motivações
- Desencadeadores externos :  No animal, o comportamento sexual será provocado por odor, visão, audição,etc. No homem o peso desses desencadeadores serão suas fantasias ( histórias, devaneios,leituras que quando evocadas tem um efeito poderoso0
- O contexto afetivo e a culpa:  A culpa e a agressão são fortemente ligadas e fazem parte de toda a relação, o homem não copula apenas com seu sexo, mas também com sua cabeça.
As perversões tem igualmente impacto sobre a vida sexual, elas ilustram as vicissitudes da sexualidade em relação ao seu objeto alvo.
A perversão designa um desvio em relação ao instinto, definido como um comportamento pré formado.
É possível, no homem, multiplicar as formas de perversão: no sentido moral ( delinquência), dos instintos sociais ( proxenetismo).
Há perversão quando há um desvio de norma, ou seja, o coito visa a obtenção do orgasmo pela penetração genital com uma pessoa do sexo oposto.Quando não acontece há perversão como pedofilia, zoofilia,etc, também por outras zonas corporais ( coito anal),ou quando está subordinado a condições extrínsecas( fetichismo,voyeurismo, exibicionismo, sadomasoquismo) que pode levar ao prazer sexual sendo condição indispensável a este.
A sexualidade dita normal,não é uma característica da natureza humana, mas fruto de uma evolução complexa e imperfeita do individuo.
A sexualidade infantil, pelo fato de está submetida ao jogo das pulsões não genitais, pode ser descrita como disposição perversa polimorfa.
No próprio exercício do ato genital, é suficiente que o indivíduo se prenda excessivamente  ao prazer preliminar para exercitar a perversão.
O aparecimento de uma dessas perversões traduzirá a fixação ou regressão a um dos estádios de evolução libidinal.Podem surgir conflitos que serão traduzidos por meios de angustia, fantasia, mecanismo de defesa.
O distúrbio de conduta sexual é um sintoma que oculta problemáticas da natureza do conflito, e da personalidade de cada um.
Enfatiza-se aqui o quanto é abusivo categorizar os indivíduos correspondendo a alteração de uma de suas condutas, e isso é mais perigoso quando se trata de personalidades frágeis e dependentes, que encontram aí uma ocasião de se identificar a um modelo fornecido pela sociedade.

Fonte: Manual de Psicologia Médica ; Patologia da Personalidade- Fotocópia - 1988

Nenhum comentário: