sábado, 4 de junho de 2016

Estudando a Psicologia 6: Educação e Psicologia

A psicologia tem seu papel definido historicamente e sua função na area da educação é adaptativa e reguladora.
É necessária à educação uma psicologia que não reduza o pedagógico ao psicológico, mas neste incorpore o social, o cultural e o histórico.
A complexidade da relação entre psicologia e educação não pode ser vista aos aspectos de ciência normativa ou de arte aplicada, portanto não cabe à psicologia normatizar a ação pedagógica e também a ação pedagógica não pode ser uma mera aplicação da psicologia.
A psicologia deve antes, compreender as condições e motivos que constituem a conduta do individuo na instituição escolar em sua especificidade.
Afinal para conhecer a criança é indispensável observá-la nos seus diferentes campos, nos diferentes exercícios de sua atividade cotidiana, e na escola em particular.
Ao revelar a pluralidade do humano, a psicologia pressupoe que a compreensão não se faz através da submissão de cada ser humano a um modelo, mas sim através da articulação entre o  geral e o específico.
É partindo de um conjunto de conhecimentos, proporcionado por várias áreas do saber, que a  compreensão do específico, isto é,, da particularidade da cada indivíduo, é possível.
Se a psicologia for encarada como uma ciência dinâmica cujos paradigmas sugerem a complexidade e não o reducionismo no estudo do ser humano, ela deixa de ser normativa em relação a educação  para com ela, compreender e atuar no processo de constituição do indivíduo, no particular de sua vivencia na instituição educativa.
Fonte: Freitas, Maria - Psicologia e Educação em Contexto; fotocópia - 1989

Nenhum comentário: