sábado, 29 de outubro de 2011

Afasia: Conceituação e tipificação

A afasia é uma deterioração da função da linguagem, depois de ter sido adquirida de maneira normal e sem déficit intelectual correlativo. Caracteriza-se por dificuldade em nomear pessoas e objetos. Podem levar a um discurso vago ou vazio caracterizado por longos circunlóquios e pelo uso excessivo de referências indefinidas como "coisa" ou "aquilo". Pode evoluir para um comprometimento grave da linguagem escrita e falada e da repetição da linguagem. No extremo pode levar a mudez ou a um padrão deteriorado com discurso com ecolalia ou palilalia. As causas principais são:
  • Tumores;
  • Lesão do corpo caloso;
  • Acidente Vascular Cerebral AVC (ou derrame);
  • Doenças Infecciosas (como a meningite);
  • Doenças degenerativas (como a esclerose múltipla ou as demências);
  • Acidentes com traumatismo crânio encefálico;
  • Tensão metabólica (intoxicações);
Há vários tipos de afasia. Elas podem ocasionar lesões em aspectos muito específicos da linguagem: no nível fonético,sintático,semântico ou pragmático. O clínico especialista no terapia com pacientes afásicos é o fonoaudiológo.
As afasias são estudadas tanto pela neuropsicologia quanto pela linguística, e a terapêutica é matéria interdisciplinar. Segundo a neuropsicologia, distinguem-se dois grandes grupos de afasias, cada uma das suas variedades referindo-se a lesões cerebrais de localização precisa: o grupo das afasias de expressão e o grupo das afasias sensoriais ou de recepção.

Tipos de Afásia:

Afasia de Wernicke (dano no lobo temporal): Há grande dificuldade para compreeender o sentido das palavras.A fala é fluente, com entonação correta, mas as palavras são aleatórias, muitas vezes sem significado.No entanto é comum acredite falar corretamente.

Afasia de Broca (dano no lobo frontal): Compreende-se bem o que se ouve e lê, mas existe uma dificuldade para se exprimir, pois falta o vocabulário.Em alguns casos, o afásico escolhe uma palavra qualquer para dizer todas as coisas.

Afasia Global ( dano em vastas áreas linguísticas do cerébro): É o caso mais grave, nele perdem-se tanto a capacidade de compreender quanto a de falar, ler, escrever.Mesmo assim, o paciente tem consciência de tudo à sua volta e pode expressar seus sentimentos com gestos.

Nenhum comentário: